Zonas limítrofes da RDD

Porto & Douro Magazine


 

Fiscalização reforçada
na Vindima

Os serviços de Fiscalização do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto reforçaram as ações de fiscalização durante o período de vindima. Objetivo: controlar a produção e circulação dos produtos da Região Demarcada do Douro (RDD), para garantir o cumprimento das normas em vigor, especialmente as estipuladas no Regulamento do Comunicado de Vindima.

Considerando a produção estimada, os preços praticados no início da vindima e o decurso da mesma os controlos incidiram, essencialmente, nas zonas limítrofes da RDD, de modo a verificar eventuais entradas ilegais na região. Foram ainda realizadas visitas aos centros de vinificação, para controlo do Registo e Entrada de Uvas (REU).

Os serviços de fiscalização contaram com a colaboração da ASAE, da CVRVV (Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes) e dos Destacamentos Territoriais da GNR dos distritos de Vila Real, Bragança, Guarda e Viseu.

As cinco equipas de fiscalização permanentes, a que se juntou uma outra destacada para o controlo das aguardentes, detetaram 181 registos de entrada de uvas, controlaram 49 viaturas, levantaram cinco autos de apreensão, um auto de notícia, três autos de controlo de qualidade da aguardente e 31 autos de expedição de aguardente.

A presença no terreno das equipas de fiscalização permitiu, ainda, confirmar um aumento da produção relativamente à vindima de 2020. Foram vinificadas e registadas na plataforma informática do IVDP - registo de entrada de uvas - cerca de 257 mil pipas.


Partilhar